mais um

Agora estou com outro blog, o vivendosp.wordpress.com. Vão me visitar lá também!

Movimento Ecochic Day

Acontece, neste sábado, a primeira edição do Movimento Ecochic Day. Cultura de sustentabilidade, economia criativa, conversa com vários profissionais, gastronomia e costumização, são algumas das atrações do evento.

O dia começa com um bate papo imperdível com o querido estilista Ronaldo Fraga no Studio SP, às 10h.

Veja mais informações no site do projeto.

Mudança

Depois de algumas mudanças (fisicas, mentais e geográficas), estou retornando ao blog, esse meu velho e bom amigo de sempre.

Fui para Recife, saí de Recife, voltei pra Brasília, descobri que ainda não era o lugar ideal e, finalmente, dei o braço a torcer e me rendi ao meu amor à São Paulo. Sim, é uma cidade louca. Sim, aqui as coisas são aceleradas e as pessoas trabalham feito loucas. Sim, às vezes da uma vontadezinha de pedir pro mundo parar um pouco e te dar um tempo pra respirar e relaxar. Sim, São Paulo tem tudo isso e tem ainda mais coisas. Coisas boas e ruins. Tristezas e alegrias. Solidões e multidões e, muitas vezes, solidões dentro das multidões. Mas depois de sair daqui e voltar para cidades (aparentemente) normais, percebi que gosto e preciso dessa loucura toda. É aqui o meu lugar. Dito tudo isso, comunico que voltei com o blog e que agora ele vai ser uma extenção do meu trabalho no Coletivo/ 1+1. O Coletivo é uma parceria minha com o amigo querido e competentíssimo Cristiano Oiwane. Trabalhamos com Visual Mershandising, Imagem de moda (produção, produção executiva. styling e edição) e redes sociais (twitter, facebook, blogs…). Então é isso. Aqui mostraremos um pouco do nosso trabalho, falaremos sobre moda e o que está acontecendo no Brasil e no mundo nessa área tão louca e tão apaixonante. Espero que vocês gostem e acompanhem.

Nosso facebook: clique aqui

Nosso site: clique aqui (temporário)

sobre a polêmica da semana

Eu fui criada a base de musica clássica (por causa do ballet) e a Chico Buarque, Maria Bethania, Beatles, Bob Dylan… (por causa dos meus pais) e mesmo assim, eu não entendo toda essa polêmica com o sucesso do tal Michel Teló.

É tudo muito simples. Se você gosta: dance, cante, escute, divulgue. Se não gosta: não escute, mude a estação, espere a próxima música da balada ou fique em casa com sua coleção de dvd.

Tenho que dizer que não é o tipo de música que eu escute em casa ou no carro, mas confesso que se estou numa festa, vou dançar até o ultimo minuto. Até aprendi a coreografia pra não ficar de fora. Porque o importante é não levar tudo tão a sério e se divertir. Respeitar e se divertir com o gosto alheio faz bem e pode até atenuar essa ruguinha de tensão da tua testa.

Dicas de moda para o fim do mundo.

Tão dizendo por aí que o mundo acaba amanhã. Como sou uma pessoa que gosta de se vestir adequadamente para cada ocasião,  fiquei imaginando o que seria mais adequado pra esse evento tão importante. Depois de muito conversar com o @o_raul, chegamos a algumas conclusões bem úteis. Como sou boazinha, vou dividir as dicas com vocês. Afinal, não adianta ser a unica sobrevivente e não ter pra quem me gabar, não é mesmo?
Então vamos la :

Cabelo

Olha, se puder renovar a progressiva, eu acho uma boa idéia. Vai que você sobrevive, né?  Melhor que o cabelo esteja comportado até você encontrar uma cabelereira sobrevivente. Não aconselho fazer escova ou hidratação. Não vão adiantar. A grande dica aqui é: use turbante. Além de proteger os fios, ele ainda esconde as pontas duplas e raiz por fazer e  tem mil outras utilidades. Duvida? Então toma:
” O turbante serve para várias coisas…além de te deixar chique e glamurosa, pode servir como atadura, caso você se machuque, pode servir de filtro caso haja incêndio e o ar fique cheio de particulas, se precisar carregar mantimento, é possivel fazer uma trouxinha para ficar mais confortável.  Enfim, é glamuroso e util. “

Sábias palavras do especialista. @O_Raul

Unhas:

Não adianta passar muito tempo pensando no esmalte da semana…ele vai descascar rapidamente e só Deus sabe quando você vai achar um removedor ou uma manicure zumbi. O adequado mesmo é ficar sem esmalte e cortar bem as unhas. É duro, eu sei, mas necessário.

Roupa:

Sei que vivemos num país quente e coisa e tal e que todo mundo quer sair de shortinho e blusa de alcinha por aí, mas o meu conselho é: calça comprida e blusa com manga. Não precisa ser manga longa, mas tem q ser uma que cubra as axilas. Motivo? Pensa comigo: quando diabos você vai encontrar uma depiladora zumbi com hora vaga? Ou algum aparelho de depilação? Ninguém sabe. Então é melhor esconder esses pêlos,  amiga. Você vai ter mais chance de repovoar o mundo com aquele gatinho sobrevivente.
Ah! E não esqueça de levar um casaquinho pra não “pegar sereno”.

Sapato:

Eu sei que você é louca pela ankle boot q comprou na última viagem a Paris, que só  tira os louboutins quando vai dormir, mas se quiser sobreviver, vai ter que deixa-los de lado. A vida de sobreviventes do fim do mundo não é fácil e exige sacrifícios. Então calce uma sapatilha confortavel ou até mesmo (Deus perdoe) um tênis. Conforto é a palavra de ordem. Você vai ter que fugir de zumbis, procurar sobreviventes, saquear supermercados…tem que estar calçada de acordo.

O que carregar?

Não adianta ir toda serelepe no armário pegar a tua Chanel 2.5. Sinto muito, mas a ocasião exige uma mochila. Como não podemos perder o glamour, aconselho pegar uma linda com estampa de animal que esta super in e colocar:

- Um desodorante poderoso ( porque ninguém merece ficar com o suvaco fedendo)
– Miniatura do perfume preferido (pra manter um pouco da magia e glamour)
– barrinha de cereal (alimenta, dá energia e não engorda)
– Base com filtro solar (corrige as imperfeições, disfarça a cara de zumbi e ainda protege do sol)
– Outro lenço de turbante (nem preciso explicar, né? )
– Tesoura (nunca se sabe quando vai ter q aparar a franja, costumizar um roupa ou cortar as unhas
– Água
– Um remedinho tarja preta (essa coisa de fim do mundo é muito estressante)
– Revistas de moda (além de ser uma ótima distração, serve como documento histórico para as próximas gerações )
– laptop e 3g ( pra fazer um blog relatando suas experiências e até ganhar uma graninha fazendo publieditoriais, quem sabe?)
– E smartphone com carregador, claro. (Nenhum, evento vale a pena, se a gente não twitar, der chek-in e postar umas fotos super conceito no instagram.

Bem, acho que essas são as dicas. Espero que não tenha esquecido alguma muito importante. Aproveitem o final do mundo com muito glamour e alegria!

Modismos

Tenho um certo pavor de modismos e tendências. Aí que estava organizando fotos antigas e descobri a origem disso. Em meio a tantas fotos alegres e cheias de histórias,  la estava aquela que me causou trauma e rompimento com o tal do modismo: a que eu estava toda alegre usando uma melissa rosa com uma meia branca.
Vocês lembram dessa fase tenebrosa da moda? Essa foto não me deixa esquecer que eu fiz parte disso.
Jogar a foto fora? Nem pensar. Aprender e rir com os erros é umas das melhores coisas da vida.

amor do dia

porque amor mesmo é construir uma máquina pra fazer arco-íris.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.